Resenha: Aquarela de Pastilha Sakura Koi

0 Flares 0 Flares ×

Olá,

pra quem reparou ou quem não sabia a resenha dessa aquarela eu tinha feito junto com a da Koh-I-Noor porém, achei melhor separar a resenha das duas para facilitar na busca. 😉

A aquarela aqui pelas papelarias nacionais costuma ser bem cara, ainda mais a de 24 cores… Eu comprei com uma amiga minha que comprou na gringa e vendeu pra mim nova. Super queria testá-la e comprei ♥ Apareceu na hora certa! Só que.. eu não recomendo.

IMG_5709-1024x533

O kit da Sakura é muito bonitinho! E é super “fotografável”. Eu tenho paixão em fotografar godês de aquarela.

Porém o que o estojo da Sakura tem apenas é: estética.

IMG_5710-1024x682 IMG_5714-1024x801

~ Essas esponjas amarelas da lateral servem para você retirar o excesso de tinta/água… Não vi muito graça, porque uso sempre um paninho que vive comigo quando estou aquarelando.

IMG_5712-1024x682

~ Junto com ele vem um pincel com cerdas de nylon e reservatório (você aperta igual bisnaga, que assim a água sai pelas cerdas).

~ Sobre a pastilha: A cor não é TÃO pigmentada. Ela parece grossa estilo giz de cera, sabe?

De todas as pastilhas de aquarela que já vi, elas possuem uma aparência como se fosse giz de lousa: poroso. A da Sakura parece um giz de cera oleoso com um mix de goma de chiclete. Sua cor tá mais para um guache do que aquarela.

Ela é meio rala, não mistura muito facilmente para poder fazer degradê. Por mais que você use pouca água ou muita… Não adianta muito (eu fiz um teste e mostro a seguir). O lado bom da cor, que não vejo em nenhuma outra aquarela de pastilha, é que suas cores chegam a ser bem neon.

Abaixo, eu aquarelei cada cor da pastilha (nada muito aguado e nem concentrado demais, normal.) e passei no papel canson (300g/m) para vocês conseguirem visualizar como ficam separadamente na folha (eu só alterei a saturação no PS para ficar mais nítido: a veladura e as manchinhas).

IMG_5724-1024x682

Aqui, a primeira mancha eu passei o pincel com água pura e depois passei com a tinta. Na segunda mancha, eu molhei o pincel direto na tinta concentrada e fui puxando com o pincel com bastante água. Observem: por mais que eu tenha feito desses dois modos: a cor continua clara, não faz muito um degradê intenso, não mancha muito (que a graça da aquarela são as manchinhas, iguais das que existem no Photoshop, sabe?), é um pouco rala e fazer veladuras com ela é meio sem graça… É um pouco neon, mas mesmo assim, pra mim não faz muita diferença…

IMG_5728-1024x768

Agora, eu fiz um degradê com cores quentes (estilo as nébulas que ando fazendo), em alguns pontos eu uso bastante água e outros não (novamente, eu editei a saturação da imagem para deixar mais visível):

IMG_5703-1024x682

A aquarela não mistura com tanta facilidade como mencionei acima. Fica essas manchas dividindo a cor da outra. Se você quer cobrir essas manchas brancas, é necessário pegar mais tinta….. T.T Não faz uma veladura (camadas claras de cor) decente. Fica meio chapado.

Resumindo: não curti essa aquarela.

Atualizado: Agora, tem também o vídeo desta resenha!

Ana Blue 🙂

2 Comment

  1. […] reservatório vem junto (só o menor). Essas duas paletas de pastilha, já fiz resenha delas aqui e aqui. A outra paleta, da direita, é da Winsor & Newton que comprei recentemente pro curso da […]

  2. […] tinha comprado ela lá pra final de Fevereiro porque a minha da Koh-I-Noor estava no final e a da Sakura a textura estava parecendo uma guache, eu comprei para poder usar no TCC para as ilustrações das […]

Deixe uma resposta

CommentLuv badge