Look do Dia: Moda, Arte & Feminismo

0 Flares 0 Flares ×

Olá pessoal, tudo bem?

Fazia muito tempo que eu não escrevia um post como esse: longo, cheio de fotos, inspirador, com a minha interpretação dos fatos e minha desconstrução pessoal de cada dia. 🙂

IMG_1143
Foto por mim.

Já aviso que esse post será longo. Há fotos de minha autoria, fotos das meninas que saíram comigo: Dani Nogueira, Emi, Jaque Ávila, Carla, Ana e Letícia. Em todas as fotos, o máximo que editei foram contrastes, luzes e filtros coloridos: que eu sempre costumo usar em minhas fotos. Sejam elas do instagram ou no próprio Photoshop. ♥ Boa parte das meninas pude conhecer nos encontros de blogueiras que eu resolvi me enfiar mesmo morrendo com a santa timidez, a Carla eu conheci no meu amado e falecido (?) Pupunha Ink e a Jaque (que eu ouvia falar tanto) eu conheci nesse dia mesmo! 🙂 Pude matar a saudade de todas elas, das bagunças, fotos e risadas. Além de que eu estava precisando MUITO sair da batcaverna porque andava bem desmotivada esses tempos.

IMG_1086
Fotografia por mim

Inicialmente, estávamos combinando para sair no fim de semana para fotografar em outro local, mas conversa vem e vai, trocamos e fomos todas para a Avenida “Paulixta” nos encontrar com a Aninha (que desde do fim do ano passado eu não a via!).

Foto por Carla ou pela Dani? Ai gente, tanta foto que a gente confunde tudo hahaha / Eu só fiz a edição.
Foto por Carla ou pela Dani? Ai gente, tanta foto que a gente confunde tudo hahaha / Eu só fiz a edição.

Fazia realmente muito tempo que eu não fotografava para mim.. Nesse dia, depois de muito tempo também saí com a câmera por ai (o que eu tenho um certo pavor, mas como estava acompanhada e haviam várias pessoas na Paulista com câmeras também em pleno domingo (paulista fechada, lembram?), eu me soltei. Mas sempre de olho na mochila/ao redor né?) para fotografar tudo o que me inspira e as musas que estavam comigo! ♥ Além também de ser fotografada pelazamigas e descobrir algumas coisinhas que nunca tinha parado para analisar direitinho..

IMG_1133post
Fotos por mim

Uma semana antes também, eu resolvi voltar a ocupar minha cabeça de outras formas: voltar a fazer coisas que eu fazia antes, mas não com tanta frequência.. Coisas que me demandavam muito tempo e concentração. Não como a aquarela, porque aquarelar é o que eu faço diariamente, o que acaba entrando muito na rotina e cansa. Eu resolvi modelar e costurar minha segunda saia do TCC. Para quem me acompanhou por aqui e no canal, viu que eu fiz um tcc de estamparia autoral, inteiramente feito à mão (acho que cêis estão cansados de ouvir falar nele toda hora né? haha Até eu me sinto mal..) e que até hoje é o projeto que mais tenho amor e tem me trazido alegrias e motivação. ♥

IMG_8605
Foto pela Dani

A modelagem que escolhi foi a evasê (imagine um A), com bolsos laterais bem escondidinhos e o comprimento midi porque queria brincar com o comprimento da saia, já que não tinha nenhuma saia assim. Eu sou loooouca em usar o combo saia + tênis desde que me conheço por gente! É uma delícia o que o conforto proporciona. Me deixa até de bom humor… hehe 🙂 Além de que sou louca por saias longas e se forem estampadas, melhor ainda! ♥.♥ Nem foi muito por essa tendência que Chanel e cia resolveu ditar como “é bonito”. ¬¬ hueheuhe Sempre tive um quê meio riponga e sempre adorei isso. ♥

Foto por Dani
Foto por Dani

E o mais legal de tudo isso, quem diria né.. É que durante esses dias que resolvi vestir minha arte, algumas pessoas me reconheceram pela rua pelo meu trabalho. E isso é muito gratificante tanto como ilustradora quanto designer de moda. Uma amiga que fez curso de aquarela/ilustração me reconheceu de longe (!) na rua pelo estilo do traço: o que, convenhamos, todos os ilustradores estão loucos correndo atrás de um estilo para o seu trabalho! ♥ Pois é, estou caminhando no lugar certo.. 🙂 E, nessa semana, por exemplo (depois da saída para a Paulista), quando fui na Casa do Artista comprar meus presentes de aniversário hehe, uma das vendedoras que estava MARAVILHOUSA com aquele cabelo verde água ♥.♥ me reconheceu pela estampa da saia, mencionou que conhecia o blog e era fã do meu trabalho. <3

post3
Foto por Dani

E a outra observação do dia é que… Por mais palhaça, brincalhona que seja com as amigas e na frente da câmera para gravar os vídeos do canal: eu travo na frente da câmera para que seja fotografada por outras pessoas. :B Mesmo que eu me sinta à vontade com elas. Eu levo um certo tempo para me soltar. Seja com pessoas engraçadas, tipo a Carla fazendo brincadeiras pra eu me soltar, quanto por músicas que me inspiram loucamente (que são as tentativas de casa para realizar as ideias para meus projetos pessoais).

Foto por Dani.
Foto por Dani.

A arte da fotografia sempre me atraiu pelo combo todo: luz, sombra, composição e expressão. O que uma foto tem, mil palavras não vão expressar nunca. ♥ E o que eu mais sou apaixonada nisso tudo é trabalhar com expressões corporais por meio das fotos. E realizar isso consigo mesma, é exatamente o mesmo que “conhecer a si própria”, saber suas limitações, seus defeitos e pontos positivos. Claro, que a fotografia também ajuda a melhorar auto-estima e cia! Mas aprender a lidar com isso e expressar de uma maneira leve e espontânea leva tempo.

Foto por Carla? / Edição por mim.
Foto por Carla? / Edição por mim.

Sempre gostei muito de brincar com fotos bem contrastantes e cheias de movimento. Fotografias em que o corpo está muito “quadrado” e tímido me irritam porque ficam muito monótonos e não expressam a verdadeira personalidade. E é ai que entra Ana Blue sempre se cobrando em conseguir expressar suas ideias! 😉

IMG_8636

Enfim, logo após fomos nos encontrar com a nossa carioca favorita: ela estava no show da banda Leprechaun, com uma vibe boho folk muito gostosinha inspiradora pra um dia amorzinho aquarelando e tomando café ♥.

IMG_8668post
Foto da Ana.
IMG_8686post
Foto da Ana / Edição minha.

A Ana estava acompanhada de um amigo que tinha 2 catioros Labradores que eu queria levar pra casa porque eram a coisa mais fofa da vida, a mamis dela e um amigo fotógrafo que havia trazido a câmera analógica em que a Ana aparece na foto abaixo. ♥

IMG_8705
Foto da Carla / Edição por mim.

Até o entardecer, nosso grupitcho de musas fotógrafas se separam. Eu, como sempre, adoro ficar até o último minuto, assim como a Emi e a Carla (todos os encontros eram assim xD), fomos junto com a Ana e a trupe pro Starbucks, que pra variar, fomos brincar com os amados e famosos Bokeh, aquelas luzes desfocadas que fazem bolinhas coloridas que toda blogueira é encantada e sempre tem em algum post! ;P

2016-07-11 01.57.03 1
Foto da Emi
2016-07-11 02.36.52 1
Foto da Emi

Um detalhe que ninguém saberia, mas que também não faz muita diferença haha, é que quando estávamos no Starbucks, eu estava tão podre de cansada que nem lembrei dos meus queridinhos Bokeh… hahaha Já brinquei e estudei tantas vezes com eles que nem tchum ahueheuha.. ;P Se as meninas não tivessem tocado no assunto eu nem lembraria! xD

IMG_8715post
Foto da Carla da Foto da Emi haha

E foi durante essas fotos que me surgiu uns pensamentos (após ver as fotos prontas) que, atualmente, andam fazendo aos pouquinhos toda a diferença pra mim, mas que só serão 100% bem aceitos (?) quando eu finalmente me soltar, me desconstruir e aceitar, mesmo que leve um tempinho. É ai que entra o papo do feminismo, desconstrução, auto-estima e aceitação de mim mesma.

Foto da Carla
Foto da Carla

Eu nunca fui muito de usar blusas ou saias muito curtas porque eu sempre gosto de estar confortável. Quando vi essa foto, foi que eu vi que eu tava mó gata maravilhousa e ó: de parabéns. haha Acontece que, quem reparar pelas fotos, no início do dia eu não tinha dado um nó na blusa. Ela estava dentro da saia e bem soltinha. O que me fez mudar no meio do dia é que a blusa estava me irritando porque a saia estava escorregando e dançando no meu corpo (o tecido é meio acetinado, então em contato com outro tecido, ai não para hahaha). E eu mudei porque o local em que eu estava, me fazia me sentir confortável o suficiente.

Foto por Emi.
Foto por Emi.

O que eu quero dizer é que:

são detalhes mínimos que a gente dá muita atenção e deixa de ser feliz por aí com medo da senhora opressão em que todas nós, mulheres, fomos forçadas a aprender a conviver.

Ando tentando sair do automático com esse pensamento, mas não é lá muito fácil. Exercitar diariamente. Continue a nadar. Sim, mesmo “sendo branca e dentro do padrão”. Se eu já me sinto mal por esse detalhezinho, imagina todas as outras mulheres? :/ Eu já podia sim, ter saído de casa com esse simples nó na blusa, em que eu transformo a blusa numa cropped. Por que não né? Dar um toque à mais numa peça de roupa? Isso, querendo ou não, é criar um styling (olá, existe a profissão dentro da àrea de produção!), adicionar uma personalidade à aquela roupa que você quer expressar sua personalidade.. 🙂 Pode ser um detalhe bem bobo pra você.. E realmente é (o nó). Mas quando a gente enfia algo na cabeça, o drama aumenta e a gente nem percebe. Eu moro perto de um boteco que vive cheio de homem. Daí já viu né? Tento passar despercebida para não me sentir mal. Que triste. 🙁

Foto pela Carla
Foto pela Carla

Mas enfim. Pensamentos em que vamos mudando aos poucos e exercitando. E nada como as amigas para nos ajudar, umas as outras. ♥

13668953_10153695353095267_159040044599597209_n

PS: eu morri quando fotografei Dona Carla com esse cabelo muito amô!

Foto por mim.
Foto por mim.

Já deu né? Falei demais. Eu avisei! ;*

Logotipo Definido - Escolhido